Onde e como pagar o DPVAT?

Sendo um dos impostos obrigatórios para os proprietários de veículos do país, o DPVAT tem uma grande importância para os motoristas e pedestres. Por isso, é importante que você não deixa de quitar este pagamento, afinal, a pendência com o Detran gera consequências. Não sabe onde e como pagar o DPVAT?

Confira tudo no texto abaixo!

O que é o DPVAT?

O DPVAT corresponde ao Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres e também é conhecido como seguro obrigatório. Este seguro tem grande importância, isto porque, ele intenciona indenizar as pessoas que estiverem envolvidas em um acidente de trânsito.

Nem todo mundo sabe, entretanto, não é só o motorista que pode receber o valor do DPVAT, mas também os passageiros e até os pedesres que forem afetados.

O DPVAT, assim como o IPVA, é um imposto obrigatório, mas tem um valor menor. Considerando estas informações, você deve saber a importância de estar sempre com este imposto obrigatório em dias.

Onde e como pagar?

O imposto DPVAT deve ser pago junto com o IPVA. Para pagar, é preciso visitar o site do Detran de sua região e fornecer o seu Renavam e a placa do seu veículo para verificar as suas pendências. Depois é só gerar o boleto do DPVAT e quitá-lo ema agência bancária, casa lotérica, ou através do app internet banking de seu banco.

Como já foi mencionado, o pagamento deste imposto é obrigatório. Para realizar o licenciamento do seu veículo, é preciso estar com este imposto e o IPVA em dias. Por isso, muitos motoristas realizam a consulta IPVA MG antes.

Cada estado pode ter um valor diferente para este imposto, por isso não deixe de conferir o IPVA MG 2019 ou o do seu estado, assim como o valor do DPVAT 2019.

Consequências para quem não paga o imposto

Como o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres é de pagamento obrigatório, faltar com a quitação pode gerar algumas consequências.

Se for pego circulando sem este documento em dias, o motorista pode sofrer a cobrança de multas de trânsito e até ter seu veículo rebocado. Ele também estrá sujeito a pontos na carteira de motorista.

Vale mencionar também que, em caso de acidente de trânsito, o proprietário não poderá receber a indenização se o DPVAT não estiver em dias. Por isso, é muito importante para o motorista não faltar com este pagamento.